Gravidez e produtos de limpeza.

Hoje eu coloquei uma roupa de molho na água sanitária e depois fiquei super cismada, me perguntando se poderia ter feito isso ou não. Um montão de gente veio me dizer que é prejudicial ao bebê e eu fiquei preocupada. Pesquisei no Google e não achei nada concreto – o que me faz pensar que, se fosse mesmo prejudicial, estaria escrito em vários lugares. No Orkut, um monte de gente recomenda que não use porque faz mal, mas sem fonte nem motivo. Então recorri ao meu livro de cabeceira, o “O Que Esperar Quando Você Está Esperando”, e lá diz o seguinte:

As ameaças que a gestante e o bebê enfrentam, em decorrência do crescente número de riscos ambientais, inclusive no próprio quintal de casa, perdem rapidamente a relevância quando comparadas às ameaças enfrentadas por nossos avós, quando a moderna obstetrícia ainda engatinhava. (…) Assim é que, apesar do alarde que se faz a respeito dos perigos que nos circundam, repetimos: a gestação e o parto nunca foram tão seguros como hoje.

Como muitos produtos de limpeza vêm sendo usados já há muito tempo e nunca se notou correlação entre casas limpas e anomalias congênitas, é improvável que os desinfetantes de banheiro ou de cozinha ou que os lustra-móveis venham a comprometer o bem-estar do bebê. Com efeito é provável que o verdadeiro seja o contrário: a eliminação de bactérias e de outros microorganismos por agentes de limpeza é bem capaz de proteger o bebê graças à prevenção de infecções.

Não há pesquisa que demonstre que a inalação acidental e ocasional de desinfetantes domésticos comuns tenham efeitos deletérios sobre o feto em desenvolvimento. Se a leitora já se “expôs” aos produtos de limpeza, não há motivo para preocupação. Mas, pelo resto de sua gravidez, procure fazer a limpeza de casa com mais prudência. Faça do seu nariz, e das recomendações seguintes, o indicador de possíveis substâncias químicas perigosas:

* Quando o produto apresentar cheiro forte ou gases, não o aspire diretamente. Use-o em área com boa ventilação, ou não o use de forma alguma.

* Use spray para pulverização em vez de aerossóis. Eles também são melhores para o meio ambiente.

* Nunca misture amoníaco com produtos clorados (mesmo quando não estiver grávida); a mistura gera gases letais.

* Procure evitar produtos cujos rótulos tenham advertências às toxicidades.

* Use luvas de borracha durante a limpeza. Poupam a pele de suas mãos e impedem a absorção cutânea de substãncia potencialmente tóxicas.

Ainda não sei se estou mais tranquila. =/
O problema foi ter ficado com o cheiro na mão etc. Já lavei muuuito com sabonete, mas vocês sabem como é água sanitária.

Advertisements
This entry was posted in Gravidez. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s