Meu pai.

Vocês devem ter notado que eu sumi. É que ainda estou digerindo o luto de três dias desde domingo, quando meu pai faleceu. Ele completaria 47 anos nessa sexta-feira próxima. Novo, muito novo.

Eu gostaria de escrever algo bacana aqui, como uma homenagem, mas não consegui nem responder meus recados no orkut. Não estou pronta ainda para interagir com as pessoas e conversar sobre isso. Sequer fui ao velório. Fiquei aqui, com a minha vó, minha mãe e o Anderson.

Meu pai morreu de câncer e tudo o que eu consigo pensar é que ele pôde descansar antes de passar pelo pior. Então agradeço por isso.

Agora é meditar nesses três dias, levantar a cabeça, sacudir a poeira e preparar tudo para quinta-feira.

“O trem da chegada é o mesmo trem da partida”.

Nem me perguntem como estou me sentindo. É uma loucura.

This entry was posted in Família. Bookmark the permalink.

20 Responses to Meu pai.

  1. Nat says:

    Barra, a perda de alguém próximo é sempre difícil… ainda mais pais e tão cedo.Como a gente pode experimentar sensações tão diferentes em um período tão curto? Nem tenho como te consolar, nem sei se vc acredita em Deus, mas eu acredito e acho que essa vida toda que a gente passa tem um propósito.Sei que é meio clichê, mas nesses momentos Ele faz tanto sentido!Beijinhos

  2. Mariii says:

    Nossa eu não consigo imaginar como vc deve estar se sentindo e como os sentimentos devem estar confusos neste momento, e realmente o trem da chegada é o mesmo da partida! Meus pesames, que vc tenha paz nesse momento e que foque e canalize tudo de bom pro seu Paul que está chegando!seu pai estara sentindo este momento lindo da sua vida com felicidade!paz!!!beijão!

  3. Mari O. says:

    Puxa, sinto muito…Meu avô tb faleceu de cÂncer e sofreu mto, ele foi até o finalzinho mesmo, se vc disse que seu pai descansou antes de passar pelo pior,nao tenho duvidas de que seja melhor assim.Meu avô media 1,96 e calçava 46 e morreu com 56kg, em cima de um colchão de agua pq nao conseguia mais nem se mexer sem doer. Eu preferiria nao chegar nesse estagio.E quando ele faleceu, veio a sensação de que ele enfim tinha descansado. (Achei que o Paul tivesse nascido)beijos

  4. Cacau says:

    Sinto muito. Díficil muito díficil só posso dizer que sinto muito.

  5. Michelle says:

    Eu nem sei o que te dizer. Acompanho seu blog a algum tempo e sinto muito mesmo pela sua perda. Não consigo nem imaginar o que vc deve estar sentindo, ainda mais nesse momento da sua vida. Muita força e serenidade, pois seu filho, seu maior tesouro está chegando.Sinto muito mesmo.

  6. Thais Bessa says:

    Querida, meus pesames, nao consigo imaginar sua dor em meio a um momento em que deveria ser de pura alegria. Meus sentimentos a voce e toda sua familia por esta perda precoce.Estou aqui rezando por vc e Paul, vai dar tudo certo na quinta.BeijosPS: Se esse da foto for o seu pai, que cara bacana! Da pra entender porque vc curte tanto musica! 🙂

  7. oh querida que barra… posso imaginar o que está sentindo ….Mas estarei em oração por vcs!!!!

  8. Rosangela says:

    Meus pesames! A dor so sabe quem sente!

  9. ms says:

    Poxa Thais.O que posso te dizer nesse momento, é que nada vai curar a falta que ele vai fazer agora e por muito tempo.Mas a gente aprende a conviver com isto, se conforma com os fatos, e se consola no descanso que é a morte para essa doença.A vida é assim, como diria Emilia:"A vida das gentes neste mundo, senhor sabugo, é isso.Um rosário de piscadas.Cada pisco é um dia.pisca e mama;pisca e anda;pisca e brinca;pisca e estuda;pisca e ama;pisca e cria filhos;pisca e geme os reumatismos;por fim, pisca pela última vez e morre.– E depois que morre – perguntou o Visconde.– Depois que morre, vira hipótese. "Monteiro Lobato, em Memórias da Emília. Força, coragem e amor pra vc!bjo

  10. Patrícia says:

    Uma barra mesmo… Perdi a pouco tempo um cunhado com +ou- a idade do seu pai (46 anos) e é muito duro aceitar.Só o que posso é te desejar força e paz para superar este momento. Pq o consolo, só o tempo pode trazer.E se prepare para a chegada do Paul (procure se concentrar nisso agora). Com certeza seu pai agora vai estar olhando por vcs.Bjs.

  11. Nossa que barra!! E justo agora né? Realmente não tem o que a gente falar para consolar o coração, mas tenha a certeza que o Paul virá ainda com mais significado: o da VIDA!Fique em paz, tranquila e nos conte depois como foi a chegada do seu menino lindo!Bjossss

  12. Viviane says:

    Meus sentimentos…é realmente indescritível a perda de um ente querido e tão próximo…mas como você mesma disse, ele está descansando, e com certeza num lugar muito melhor do que aqui onde estamos. E pode ter certeza que estará acompanhando a chegada do Paul com muito orgulho de onde estiver, protegendo vcs dois!Pra vc muita força, cabeça erguida e bola pra frente…Paulzinho está chegando com tudo pra alegrar a casa!

  13. Fabiana says:

    Nossa…novo mesmo.Meus pêsames, de coração.

  14. Carol says:

    Oi Thais, te acompanho há um tempao, mas nunca tinha comentado. Adoro isso aqui e suas listinhas e toda a sua preparacao, acho o máximo!Hj nao tinha como nao comentar: sei mto bem o que vc deve estar sentindo com a perda. Perdi minha mae tb qdo ela tinha 46 anos e realmente nao dá pra explicar o sentimento (junto faleceu minha irma tb, foi um acidente…).Sinto muito, viu? Muito mesmo.Espero que a chegada do baby encha teu coracao de muita alegria e paz. To aqui torcendo por vc e a disposicao pra qquer coisa, viu?grande beijo.Carol(tenho blog tb, caso queira conhecer: http://carolesuasbabybobeiras.blogspot.com/)

  15. ღ Keka ღ says:

    Nem sei o que te dizer, certamente é um momento difícil, gostaria que soubesse que pode contar com meu apoio e desejo que você supere este momento.

  16. says:

    pai e mãe não deveriam morrer nunca, eu q me sentia privilegiada pois tinha 3 pais perdi os 3, dói, demais neh?mais Força! de onde ele estiver ele vai ta vendo o paul Crescer^^bjus

  17. Andréia says:

    Nossa Thaís, sinto muito… Mas é como vc disse, ele partiu antes de sofrer e isso é sinal que ele não merecia sofrer né?! Bjs

  18. Thais Aux says:

    Meu pai também morreu superjovem, 52 anos, enfim… é terrível. Eu sempre fico pensando que meus filhos não vão ter avô por minha parte, é tão triste… Mas pelo menos você terá seu filhote pra alegrar sua vida nesse momento difícil, fora todo o suporte familiar que você disse que tem: sua mãe, sua avó, o Anderson… eu não tive esse apoio todo, não. Você vai ficar bem 😉

  19. Miss says:

    É um buraco negro esta dor… parece que tudo será sugado ao nosso redor.Te desejo muita força neste momento e sei que na sua infinita sabedoria, Deus te mandou um anjo para te fazer sorrir novamente.Um forte abraço!

  20. Cibele says:

    pelo menos a gente conversou no telefone 😛 eu e meus comments estranhos, mas já conversei tudo em off, né? xoxoxo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s