3 semanas.

“Dá para acreditar que o bebê já tem quase 1 mês? Passou rápido, não?”

Sim sim sim! Eu achei que não fosse sobreviver ao pós-parto, mas aqui estamos! Eu tenho um mantra que dá muito certo, que é: “cada dia melhor!”. Incrível como, a cada dia que passa, as coisas vão se tornando mais fáceis. É verdade que, também de um dia para o outro, surgem coisas diferentes para a gente se preocupar, mas taí o eterno desafio de ser mãe.

Como eu fiz na gravidez, vou tentar postar aqui toda semana sobre o desenvolvimento do Paul, o meu, da nossa família, enfim. Não vou prometer sempre fotos porque vocês saaaabem como são essas coisas, mas sempre que puder, vou postar.

Amamentação

* Aboli de vez os bicos de silicone porque li que eles não permitem que o bebê sugue com mais intensidade o leite em sua fase final, que é aquele que tem gordura. Como os bicos eram um acessório, resolvi de vez a situação: mesmo com os mamilos doloridíssimos (ainda), decidi que daria certo, simplesmente, e pronto. Então agora a amentação tem sido um momento de extrema concentração, porque fico corrigindo a pega dele direitinho, e garantindo que ele não durma. E é tão bacana notar que ele prefere esse contato pele com pele! O leite também parece fluir melhor e ele fica fazendo carinho em mim, own. Fora que não existe nada mais intenso no mundo que o olhar do filho para a mãe enquanto está amamentando. É mágico.

* É muito importante manter uma associação positiva com a amamentação. Mesmo nos momentos em que fiquei mais triste, na hora de amamentar eu procurava segurar a onda. Ia até o banheiro, chorava durante uns 5 minutos, lavava o rosto e voltava. Eles sentem demais tudo o que nós sentimos. Já notei também que, quando ele abocanhava o mamilo e doía horrores, e daí eu fazia aquela caretinha de dor, ele parava de mamar. Talvez instintivamente ele sinta que esteja me causando dor, pela minha reação. Então é importante segurar a onda e procurar estar sempre bem na hora de amamentar. Achei importante postar isso porque foi algo que percebi e que realmente acontece.

* Nunca mais dei LA (leite artificial) para ele, pois fez mal demais. Espero não precisar mais dar nos próximos meses. As conchas de amamentação também foram aposentadas, pois notei que ela apertavam um pouco meus seios, o que os deixava machucados embaixo, com risco de inflamação. Como aumentei também a frequência de mamadas, dificilmente meus seios ficam super cheios a ponto de precisar usá-las, mas nos primeiros dias elas foram fundamentais.

* Tenho mantido uma alimentação saudável e estou tomando ainda a vitamina pré-natal e o suplemento de ferro da anemia.

Atividades

* Ele já levanta a cabeça quando está de bruços ou no meu colo. Aliás, ele adora fazer isso. Já deu pra perceber que ele será daqueles meninos que, quando descobrem algo legal, ficam viciados naquilo. E ele é tão ariano que eu tenho que tomar cuidado pra ele não me dar cabeçadas, porque ele ainda é tão descoordenado, hihi.

* Ele está enxergando cada vez mais e isso é notável. Ainda não acompanha objetos de um lado para o outro, mas focaliza legal quando estamos perto. Ele também adora olhar para qualquer fonte de luz.

* Ele adora tomar banho, seja de banheira ou de balde. Hoje eu dei banho nele sozinha pela primeira vez e foi tranquilíssimo. O banho de balde é bom para usar a maisena (veja mais abaixo), porque não dá pra lavar a cabeça direito. Estamos dando um dia sim, outro não. Ele fica MUITO relaxado. Geralmente damos esse banho de noite, antes “da hora de dormir”. O banho de banheira, como ele não fica inteiro imerso, costumo dar na hora do almoço, que é o período (teoricamente) mais quente do dia.

* É muito importante manter contato visual e conversar sempre com ele, seja no banho, na troca de fraldas ou em qualquer outra atividade. Eu vejo uma diferença enorme quando faço isso, e procuro fazer todo o tempo. É claro que há momentos em que eu estou com tanto sono que faço as coisas mais ou menos no automático, mas se percebo isso, logo paro e começo a fazer tudo com mais calma. Tenho um quadro daqueles “keep calm and carry on” no nosso quarto, mas na verdade meu lema atual é “paciência e consciência“. Estar concentrada nele, exclusivamente, enquanto estamos juntos, também faz toda a diferença. Isso significa não atender celular enquanto estou amamentando, por exemplo.

* Ele ficou com algumas bolinhas pelo corpo, que são brotoejas de calor. Nunca, nunca agasalhe seu bebê demais. Ok, ele sente talvez um pouco mais de frio do que a gente, pois ainda é novinho e tem a pele mais fina, com pouca gordura, mas não exagere. Os mais velhos adoram dizer que o bebê está com frio e enchem o coitadinho de roupinhas e cobertas, quando na verdade isso pode até prejudicá-lo. As tais brotoejas não dóem e desaparecem com o tempo, mas fica aí a dica. A pediatra pediu para colocar uma colher de maisena na água do banho, para ajudar, e eu tenho feito isso.

* Tenho tentado manter uma rotina estruturada, mas sem neuras. Porém, continuo indicando a Encantadora de Bebês com todas as minhas forças. A mulher sabe das coisas. Com relação a interpretação do choro, dos movimentos etc, ela é genial. Leiam leiam leiam.

* Mesmo assim, ainda estamos aprendendo a lidar com o dia-a-dia. Não dá tempo de fazer praticamente nada! Mas, como eu disse lá em cima, cada dia é melhor que o outro, e aos pouquinhos as coisas se ajeitam.

Sono

* Nós ainda temos o hábito de enrolá-lo em uma manta antes de dormir, porque ele agita demais os braços e as pernas quando está cansado. É algo que ele não tem controle e o deixa ainda mais nervoso. Ele não sabe dormir sozinho. É tão pequetitico, awn. Enrolando na manta, ele dorme super bem. Claro que para enrolá-lo ele precisa estar naquele estágio calminho de “quase dormindo”. Para ele chegar nisso, ainda não temos a tática correta e estamos fazendo o que o nosso coração manda. Fico com ele dormindo de pé no meu colo (ele adora), ou então ele fica deitadinho com a gente em um travesseiro na cama. Já ouvi demaaais nessas três semanas que não pode acostumar com isso e aquilo, mas a verdade é que ele será o nosso único filho e acho importante aproveitarmos cada momento dando o máximo de amor e carinho que conseguirmos. Vai chegar o momento onde ele nem vai querer mais ficar com a gente, porque os amiguinhos serão muito mais interessantes, então não acho errado aproveitarmos isso. E, sinceramente: ele adora, eu adoro, o Ande adora.

* Ele dorme bem. É muito bonzinho. Às vezes ele fica nervoso e chora bastante, mas é porque está cansado e geralmente superestimulado. É só acalmá-lo, bloquear os estímulos visuais, e ele vai se acalmando.

* Ele adora dormir no sling, o que é ótimo para nós dois. Acho importante essa proximidade. Além do que, se não fosse por isso, eu não conseguiria fazer metade das coisas aqui em casa. O sling é um item essencial.

* O nosso sono ainda não está 100%, mas já melhorou bastante. Eu pelo menos estou conseguindo pegar no sono mais rápido, o que me dá mais tempo descansando. Mas é incrível como o meu sono ficou leve. Acordo toda hora para verificar se ele está bem, se a manta não está na cara dele, se ele está respirando e todas essas coisas. Nem encano mais. Acho inevitável. Uma frase que li semana passada e que ficou muito marcada para mim foi: “não fique de pé se puder sentar; não fique sentada se puder deitar; não fique acordada se puder dormir”. Isso faz toda a diferença na maternidade, pelo menos nesse comecinho. Ainda estou no tal resguardo, então é preciso tomar cuidado.


Agenda da semana

* Domingo (9) será o meu primeiro Dia das Mães. ❤
* Segunda (10) o Ande entra de férias (graças) e nós temos consulta com um novo pediatra (e eu espero que ele seja bom).

This entry was posted in RN, Semana a Semana. Bookmark the permalink.

6 Responses to 3 semanas.

  1. anne a. says:

    "ele é tão ariano que eu tenho que tomar cuidado pra ele não me dar cabeçadas", hahaha morri. que bom que as coiss estão melhorando 😉 assim que rolar visita em casa, me avisa ;**

  2. Cibele says:

    nossa… é mesmo, dom. é dia das mães pra vc. mágico. xox

  3. Cynthia says:

    Que bom que vc conseguiu um tempinho pra voltar ao blog. Nós adoramos! Ele ta muito fofo. Parabens! É tudo uma delicia né? Amo muito tudo isso!! Bjs Cy

  4. Amanda says:

    Estou viciada nos seus posts… tenho vontade de imprimir tudo e ler qd a Mariana nascer!!! é fantástico!Feliz dias das Mães para vc!!! Que este primeiro seja o mais lindo !!! Bjs

  5. Flávia says:

    Tenho a mesma sensação, ou melhor tenho certeza que cada dia é melhor que o outro pra nós e pra eles tb, e vamo q vamo!Engraçado vc falar da amamentação estamos na mesma, abandonei os bicos de silicone tb e agora me sinto melhor apesar de ainda sentir dor o que acho mais gostoso são as unhas dele arranhando embaixo do meu braço..hihiFELIZ DIAS DAS MÃE SPRA NÓS /BJO!

  6. ai, ai, se todas as mães de primeira viagem fossem assim… como mãe de segunda viagem, posso te garantir que você vai longe, concentrado-se e conscientizando-se. eu era como você na primeira viagem e isso fez muito bem a mim, a minha filha e a minha família. agora no segundo, confesso estar mais relaxada (até demais!). e isso de viciar no colo ou em não dormir sozinhos, para mim, é balela: eles viciam e "desviciam" com a maior facilidade, basta que os pais decidam fazê-lo! aliás, eu é que estou viciada no seu blog!parabéns pelo seu primeiro dia das mães!mariana

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s