Um dia feito para abraçar alguém.

Hoje já é dia 10. Daqui a pouco estamos na metade do mês e o Paul completará três meses de vida. Sim, é verdade: passa rápido, mas ao mesmo tempo parece que se passaram anos. O dia amanheceu frio. Dei de mamar para o Paul às 7h, depois cochilamos juntos até às 10h. Lembro de quando eu passava a madrugada inteira ouvindo música com o fone de ouvido, tocando guitarra, e ia dormir só quando o dia amanhecia. Isso nunca, nunca mais vai acontecer. Mas não é questão de sentir falta. É outra vida, e parece tão distante. Parece tão outro eu. Na guitarra, consigo pegar poucas vezes. Não dá para usar fone de ouvido, nem tocar muito alto. E eu gosto de KISS, não de Enya, então fica meio chato tocar baixinho. Mas tudo bem.

Eu sempre gostei do mês de julho porque é invernão. Quer dizer, faz frio praticamente todos os dias, e isso é gostoso. Gosto de acordar e tomar um leite quente, fazer as coisas devagar. Pode parecer esquisito, mas no frio, gosto de acordar cedo. O dia amanhece e todos estão dormindo, então tenho um tempo só para mim. Consigo fazer tudo tranquilamente, sozinha, on my own. Leio meus e-mails, vejo as notícias do dia, preparo o café-da-manhã para o Ande, depois o leitinho do Paul.

A essa altura do campeonato, tenho vontade de pegar uma marreta e demolir toda aquela obra lá embaixo, simplesmente para ter um quintal decente. Moro em uma boa casa, com um quintal que era grande, e isso está sendo tão desperdiçado. Quero meu quintal de volta. A gente tinha horta aqui. Fazia fogueira em época de festa junina. Queria dar isso ao meu filho. Queria que ele crescesse brincando em um quintal gostoso. Com um cachorro. Sim, um cachorro seria bom. Ou dois, ou três. Toda a imagem clichê de família feliz. Paul e Linda McCartney na fazenda, plantando cenouras, compondo e criando os filhos.

As coisas estão se ajeitando cada vez mais por aqui. Quando digo “as coisas”, quero dizer “eu”. Porque, na verdade, tudo é uma questão de adaptação pessoal. Temos um monte de limitações aqui, mas é a nossa casa. Aos poucos, vamos fazendo tudo. Eu tenho pressa, quero reformar logo, pintar, deixar tudo pronto. A questão é o $$$, e isso não tem jeito – caminha devagar, de acordo com as nossas possibilidades. Mas o amor – ah, esse não falta.

This entry was posted in 2 meses, Dias felizes, Eu. Bookmark the permalink.

10 Responses to Um dia feito para abraçar alguém.

  1. Camila says:

    Meu Deus, que coisa mais fofa!! O Paul tá lindo! Achei ele a sua cara!

  2. Nat says:

    Que delícia Thais! Vida de mãe…como a gente muda né!?Beijos

  3. é verdade, quando viramos mãe tudo muita muuito… MUDA PRA MELHOR!Eu to adorando, twnho saudade do passado, mais não arrependoe quero tudo desse jeito, to mais feliz assim!Espero que esteja tbm!beijão

  4. Lindo, lindo o Paul!Não vejo a hora de ter essa vida de mãe!Bom final de semana!Bju.

  5. AI a vida muda muito mesmo!! Nunca me imaginei acordando as 6:00 da manha, com tamanha disposição, só para ver um sorriso e um mexer de pernas e braços…e nunca pensei que isso me faria tão feliz!!!Tem coisas que só a maternidade proporciona né!!Li seus posts sobre as mamadas em menor volume do Paul. Pensei que era só o Bryan que estava assim, cheguei a cogitar intolerância a lactose e tudo…bom saber que é só uma fase…achei que ele deveria estar mamando uns 180mL já, e sinto que ele deu uma estacionada no ganho de peso, ao meu ver ele não engordou nada, mas só vou tirar a prova real mesmo na consulta de 3 meses, espero que esteja tudo bem!!!Linda foto *_*bjos bom fim de semana

  6. Mariana says:

    Que coincidência, hoje acordei às 6h e cochilei com o Amir até às 9h, quase igual a vocês. Eh a vida muda mesmo, escrevi esses dias um post sobre isso. Estou pra comprar o livro da Hogg, vamos ver se consigo seguir as rotinas. Você me inspirou! Bjs e bom final de semana

  7. Thais Bessa says:

    Nhoin, como essa foto ficou linda!Essa vida de brincar de casinha for real é muito boa mesmo.E relaxa com a reforma, pelo menos a casa é de vcs, vcs podem planejar fazer as coisas. Nós estamos juntando pra comprar a nossa, porque de aluguel perde o tesão total fazer qualquer mudança.Bjos

  8. Thais Bessa says:

    Vi aqui do lado no twitter que vc comprou o tapetinho, vc vai amar, ele vai se distrair por um tempão (ok, tempão pra bebê, hehe).

  9. Fabiana says:

    =)Que foto mais linda. Um momento de carinho registrado.E a vida agora é diferente mesmo. Nem menos nem mais. Diferente. E infinitamente gostosa!Bjos.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s