Pediatra freak e mais lamentações a respeito das anti-Encantadora de Bebês.

Passamos hoje em consulta com o pediatra e foi definitivamente a última vez com ele. Eu já vinha querendo mudar, porque ele é alemão (ou austríaco), e meio frio, apesar de eu ter ido com a cara dele no começo, então fomos levando. Foi ele que bateu o martelo com relação ao complemento sem nem ouvir direito o meu histórico de amamentação – e claro que aqui entra a minha falta de experiência para impôr o que eu achava certo. A primeira consulta com ele foi numa segunda-feira – eu me lembro que, na quinta-feira anterior, eu tinha tirado os bicos de silicone e o Paul estava mamando direto no peito. Meus seios até ingurgitaram de novo, para vocês terem uma ideia do processo, e o leite vazava a noite toda, escorria da boca do Paul enquanto ele mamava. Então, menos de uma semana depois, tive que entrar com o complemento porque o Paul havia ganho só 100g em um mês, e ficamos todos preocupados. Na primeira semana com peito + NAN, ele engordou 400g! Achei que fosse do complemento, mas hoje vejo que muito provavelmente foi decorrência de ter amamentado direito. Mas tudo bem, o que passou passou e eu não vou voltar nesse assunto. Só sei que, na primeira consulta com ele, ele sequer ouviu a minha história sobre a amamentação, os problemas que eu tive etc – quis dar o complemento. Eu entendo como decisão certa, de qualquer forma, mas acho que era o papel dele ouvir o que eu tinha a dizer. Ele também não ofereceu seu telefone para emergências – algo que eu acho básico – e eu também não pedi, pois estava na cara que não era “a dele”. Se eu fosse pediatra, criaria um site pago, coisa de $50 por mês, para esclarecer qualquer dúvida das mães, a toda hora. Acho que eu ficaria rica (deixo aí a ideia).

Mas hoje foi a gota d’água. Eu esperei o mês inteiro para falar com ele a respeito do leite que o Paul está tomando (NAN 1). Duas coisas: primeiro, que ele tem feito um cocô super, super verde, escuro mesmo, militar Balmain, há muito tempo (mais de 1 mês). Pelo que eu pesquisei na internerd, ou é intolerância à lactose, ou excesso de ferro, que o organismo não absorve. Como o NAN 1 é fortificado com ferro, acredito que seja decorrente disso. A ideia, então, era intercalá-lo com outros leites. Aptamil, NAN Confort, esses. Segundo, que muitas vezes o Paul vai todo esfomeado abocanhar a mamadeira, dá duas sugadas e larga fazendo cara feia – quando não cuspindo o leite. Depois, vendo que “é o que tem pra hoje”, ele acaba tomando, mas fica na cara que ele não está mais curtindo o delicioso gosto de papel molhado do NAN. Eu acho até que ele tomaria mais, se fosse outro leite, porque antes ele ingeria cerca de 150ml, quando a média agora é 110ml (já com a rotina alterada para ele mamar mais). Eu sei que o NAN deu super certo com ele (tirando a questão do cocô), ele não teve cólicas nem outra reação alérgica, e está ganhando peso. Mas meu filho não é porco – ganhar peso não é a única coisa que importa! Quero que ele se sinta bem, dê uma variada no leite. Porque com leite materno é diferente – dependendo do que eu como, ele sente outros gostos. Com leite artificial não. É sempre a mesma coisa todos os dias, a cada mamada. Já descartei também a possibilidade de o bico da mamadeira estar com o gosto ruim, pois recentemente comprei uma mamadeira nova e o efeito é o mesmo. (Aliás, alguém sabe quando é recomendado trocar os bicos das mamadeiras? E as chupetas?)

Enfim, diante de uma exposição resumida desses fatores, o pediatra disse que não havia nenhuma razão para mudar e soltou a seguinte pérola (para o Anderson): “então se você enjoar dela, você também vai trocar de mulher?”. Ai, fiquei passada. Na hora, fiquei tão sem reação que sequer respondi. Deveria ter dito algo como “e de médico também”, mas só fui pensar nessa resposta na hora em que estava tomando banho, em casa. Que ódio! Isso é coisa que se diga? Achei de uma grosseria sem tamanho e perdi totalmente a vontade de voltar lá. Então agora estou oficialmente procurando outro (ou outra) pediatra, que atenda pelo meu convênio (Intermédica). Se alguém souber, por favor, me indique. Estou disposta a atravessar a cidade para levá-lo a um(a) pediatra realmente bom. Meu sonho é encontrar uma pediatra que siga os ensinamentos da Tracy Hogg, he!

Com o Paul, está tudo bem. Ele engordou 1kg nesse último mês e agora está pesando 5820g e medindo 59cm. Fiquei contente. Lembro que, quando ele começou com o complemento, eu tinha como meta fechar o terceiro mês com ele pesando entre 5 e 6kg, e é isso aí. Acho que a média é engordar 1kg por mês mesmo, né.

Mudando de assunto rapidão (ou: voltando ao veeelho assunto). Me desculpem por ser repetitiva, mas preciso falar, sabem. Sobre as pessoas que criticam o método da Encantadora de Bebês, tenho a dizer que ou são pessoas que nunca leram os livros (leram de verdade, e não folhearam), ou são pessoas que tentaram que nem o nariz delas, com o perdão do português, implementar o método dela, e desistiram na primeira dificuldade. Manter a rotina enquanto está tudo bem é fácil, mas desistir no primeiro problema é mais ainda. As pessoas adoram falar mal dela, como se fosse uma espécie de libertação, do tipo “não consegui fazer, então que se dane, vou caluniar pela web”. E acham isso super bacana. Outras pessoas aplaudem com clichês tipo “meu bebê não é robô” ou “cada bebê é único”, e uma série de outros blablablas típicos de quem ou não leu os livros ou não entendeu patavina do que ela ensina. Se venho eu aqui falar mal de livre-demanda, vou levar pedrada. E por que eu faria isso? Eu não faria! Por que as pessoas simplesmente não aceitam que certos métodos não funcionam para elas, mas funcionam para outras? O egocentrismo me deixa tão frustrada.

Para aumentar o nível de nerdice, criei uma comunidade no Orkut também (além do grupo do Facebook, pois no Orkut tem mais gente), para suporte mesmo a quem segue os ensinamentos da Tracy Hogg. Espero que dê certo, pois o intuito é criar uma verdadeira rede e trocarmos ideias, ajuda, conselhos etc.

Até queria escrever mais, mas hoje estou bem cansada e esse post foi one-shot.

Advertisements
This entry was posted in 3 meses, Encantadora de bebês, Pediatra. Bookmark the permalink.

17 Responses to Pediatra freak e mais lamentações a respeito das anti-Encantadora de Bebês.

  1. Lais says:

    Na boa, desculpa o palavriado, mas se o pediatra falasse isso pro meu marido, mandava ele (o pediatra) se fuder. Na boa. Troca meeeesmo de médico, nem que vc tenha que passar por 150 médicos, até achar o ideal pra vc. Ou pelo menos um atencioso, que ouça oq vc tem a dizer, que é o mínimo né? Ninguém no mundo conhece melhor seu filho do que vc. Ninguém sabe tudo o que vc passa, o que vc sente, o que vc vê diariamente. Tem médico que se acha Deus, que sabe melhor que vc o que é melhor pro seu bebê. Dá raiva. Dá vontade de socar. Volta lá só pra socar ele hahahaBoa sorte na busca, espero que vc encontre um bom pediatra, eu também estou a procura. Beijosss

  2. Cibele says:

    imagina se vc tivesse tempo pra escrever… haha… xoxo

  3. Nossa. que cara mais sem graça e sem ética, que piadinha pra se fazer…O antigo pediatra do Bryan até que era legal, mais meio lelé da cuca, vivia esquecendo as medições, ai ficava me perguntando na hora de escrever no caderninho: quantos cm eu falei mesmo…affsábado irei na pediatra nova, mulher dessa vez, ja me dissera que ela é mãe tmb e muito atenciosa, e que dá o telefone de casa fixo para ligar em caso de dúvida (esse número a atendente eletrônica já fala antes mesmo de marcar a consulta, muito legal!)vamos ver se vou me dar bem com ela, pois recomendações recebi milhares…Sobre a Tracy e pessoas que criticam, eu mesma não li o livro ainda, mas sigo as dicas que vejo as meninas postando por ai. COm o Bryan não funcionou porque eu mesma sou muito desregrada, e assim não tem como colocar em prática aqui,porque sou muito enrolada..rsrsMas admiro quem lê, extrai pra si e consegue aplicar. Mas pretendo ler e quem sabe começar, antes tarde do que nunca né..Bjos boa sorte na procura do novo pediatra!!Ah, já ia esquecendo: tem babá eletrônica no site da americanas por 100 reais, se não me engano é da marca safety

  4. Camila says:

    Credoooooooooooooooooooo que pediatra mais sem noção!! troca mesmo!!Amanha eu vou conhecer a possível futura pediatra da minha filha! foi bem recomendada! Vamos ver se gosto dela! Vou levar minha mãe junto pra me ajudar pq já vi q nao tenho a minima ideia do que perguntar pra medica! Falar nisso, na crescer desse mes tem um artigo super interessante sobre a escolha do pediatra! Achei bem legal!!Quanto as anti tracy hogg, eu acho impressionante que elas sao a favor da livre demanda e ainda dizem q o filho nao é robo e por isso nao impoe rotina. MAs falam que o proprio bebe se coloca numa rotina! Ou seja, é óbvio que o bebe precisa de rotina!!! Ele mesmo cria uma se a mae nao impoe!! A diferença é viver em uma rotina criada por vc e outra criada pelo bebe! E a pessoa nem percebe isso! Afffff

  5. Thais Bessa says:

    Desculpa o meu francês, mas que filho da puta! Vc ia adorar a pediatra da Isabella lá de Goiânia, a primeira coisa que ela pergunta quando a mãe reclama de qualquer coisa é: como está a rotina, hehe.Sobre o leite, eu mudei por conta própria, de Nestogeno pra Aptamil, pra testar como ela reagia e na época foi bacana. Então talvez tente por si mesma e veja. O foda é a grana se ele não adaptar, porque desperdiça a lata.Também estou enfrentando o cocozinho verde, mas aqui parece ser intolerância a lactose mesmo. Vamos vendo…Sobre a engorda, a partir do 4 mes engorda menos, o "normal" (ou média) passa a ser cerca de 500 g por mês.Sobre os bicos da mamadeira, agora com 3 meses tem que trocar pra uma de fluxo médio, pois ele tem mais força e fome, se ficar muito difícil de sugar ele fica bravo. Com 6 meses troca pro furo de fluxo intenso. A chupeta tem que trocar todo mês, não tem jeito. A da Isabella eu esterilizo a cada 2 dias e como ela só usa pra dormir eu deixo uns 2 meses.Bjos

  6. OI Thais,você fez certo em mudar de pediatra! Muito seco este! Quanto a chupeta, devemos trocar a cada 2 meses! Vi isso na embalagem da chupeta do meu filho.Beijo!

  7. Fabiana says:

    Novo pediatra já!!!! Esse é um tipo de profissional que nós mamães de primeira viagem temos que confiar 100% e nos senir à vontade né? Para tirar todas as dúvidas e ganhar mais algumas dicas "extras". Rsrs. Troca sim.Qto à chupeta e bicos, dizem que é pra trocar a cada 2 meses.Qto a Tracy, eu não li mas concordo plenamente com o eaquema da rotina. E mesmo não tendo lido nenhum livro, estou aberta a qualquer tipo de informação, ideias, ajuda, conselhos que possam melhorar o cuidado com minha filhota.Agora, com a Laura com 5 meses, sentimos necessidade da babá eletrônica. Então, compramos uma nas Americanas, da marca Safety 1St por R$ 100,00. Ainda não chegou pra eu te dar uma opinião mas comprei pelo preço mesmo. Vamos ver.Bjokas. Apareça lá no meu cantinho. Ia adorar sua visita.Fabi.

  8. Dr. Andre says:

    Thais,Dificilmente você vai achar (eu posso até dizer que não vai achar) pediatra que siga os ditames da Tracy Hogg. Há controvérsias quanto a algumas colocações dela, e isso é inegável. O grande trunfo dela é fazer da rotina algo essencial. A linguagem dela também é mais próxima e certamente contou com o bom editor (ou editora).O maior problema dela, no que diz respeito à pediatria, é que ela trata tudo como regra 1+1, como faz a literatura americana com muita frequencia. 5 regras para isso, 10 passos para isso, resumindo muito a vida. Há famílias que realmente se encaixam em suas instruções. Outras não. Para as primeiras ela é uma heroína, para as segundas, uma fraude. E não ache que é apenas uma questão de preguiça ou de má vontade. Criticar Tracy Hogg não é heresia. É um direito à opinião.Outro paradigma importante que a Tracy trouxe foi a importância de os pais cuidarem da própria sanidade mental, lembrande que eles têm que chegar vivos ao final do processo. Isso é de fato louvável. Por alguns anos a criança (que antes era apenas mais uma boca na casa) chamou tanto a atenção, que se tornou o motivo da família. Enquanto casamentos se desfaziam, pais se matavam e se enchiam de culpa e de atitudes hipócritas para não atrapalhar ou traumatizar a criança, um discurso de retira a criança do centro de gravidade, e a reduz um pouco para alguém importante que merece cuidados, mas não o sacrifício em vida dos pais, é um bom discurso.Enquanto as crianças têm necessidades universais (comer, dormir, brincar), cada casa tem sua necessidade. São pais e mães solteiros, crianças criadas com avós, adotados, institucionalizados, crianças agitadas, outras doentes. Pais neuróticos, pais negligentes, famílias com forte cultura e tradições, outras sem menor vínculo geracional.Portanto, as rotinas básicas realmente são importantes, mas há que se ter alguma folga. Como se diz, a vida é uma trilha, não um trilho.Portanto, como eu disse, nenhum pediatra vai ^seguir^ a Tracy Hogg, até porque ela não criou nada de muito novo, mas teve o bom senso de olhar para a sobrecarga que os pais estavam passando, sem tirar a humanização do cuidado atento ao recém nascido. Mas ela não é autoridade máxima em qualquer assunto, nem uma unanimidade.Espero que você tenha maior sucesso na busca de um pediatra que lhe caiba. Aliás, assim como as regra não são para todos, os pediatras, nem sempre são. :)Um abraço.Andre.

  9. Oi Thais, me diverti com seu post hoje… menina!!! Adorei sua ideia de pediatra criar um site ali!!! Muito boa!!!Quanto a encantadora de bebês, eu realmente fui uma daquelas que não tentou a fio fazer o que ela dizia, por isso pra mim não funcionou.Mas vi que a essencia dela é ter uma rotina… e isso eu sempre tive com meu filho! Sempre! Desde que chegou na maternidade, todos os dias era a mesma coisa… hehehe… claro que a medida que ele foi se desenvolvendo as coisas foram mudando aos poucos…Mas fico feliz, porque ele sabe certinho a hora de dormir e graças a Deus, hoje dorme a noite inteira!!!!BeijosKarinwww.mamaeecia.com.br

  10. Clarinha says:

    Meu Deus, que espécie de pediatra é esse? Gente, com certeza ele não te orientou direito em relação ao leite materno! Boa sorte com a escolha do novo! Infelizmente não posso te indicar ninguém pq estou em Brasília. Força!

  11. Oi Thais, achei bacana seu jeito de escrever. Me identifiquei com você e concordo que pediatra tem que ser atencioso (pra tudo), inclusive dar o número do tel pra gente. A minha pediatra é nem carne nem peixe, tô pensando em pocurar outro também, ela atende com muita pressa, na maioria das vezes eu esqueço de perguntar várias coisas, saco!Quanto ao cocô verde, tem 1 semana que o Iury tá assim, eu fico doidinha, mas acho que não é alergia ao Nan porque ele toma há um mês e só agora isso foi acontecer, sempre foi amarelinho.. O que seu pediatra(grosso)disse?!Gosto do conselhos da Encantadora mesmo não tendo lido o livro, acompanho mamães que aderem e sigo os conselhos.É isso, abraços em vocês!

  12. Di says:

    Gente… Esse pediatra atende onde mesmo? So pra ter certeza que eu nunca vou passar com ele. Eu amo o pediatra da Rebeca! O Dr Daniel é um fofo, atencioso, sempre tratou ela super bem, e a mim, ao Taz e quem fosse comigo também.Nem sempre ele faaala muito não, mas sempre e muito carinhoso. Na primeira consulta com ele, minha mãe foi junto. Ele estava imprimindo o exame do pezinho da beca e minha mãe foi atras da mesa pegsr pra ver antes que ele! Ele esperou ela ver pacientemente, pegou, leu, e tirou todas as duvidas com toda a paciencia. Mas não sei se ele atende intermedica… Nem meu convenio ele atende! Como trquei de convenio, quase troquei de pediatra tb, mas a primeira vez que a pediatra do convenio não deu bola pra algo que eu disse, voltei com ele. A consulta não e muito cara e meu convenio reembolsa então…tenho falado sempre: rotina é bom sim. Mas tem que ser bom pra todo mundo. So não reclame da suas escolhas depois se não estiver disposto a mudar nada, seja pra ter ou pra deixar de ter rotina, habitos alimentares etc.Moramos em Osasco, e o consultorio do Dr e relativamente proximo a estação de trem, nada impossivel de fazer andando, se quiser o telefone dele pra saber se ele atende seu convenio, me avise! bjs!

  13. Fernanda says:

    Que absurdo o que esse pediatra disse a vocês, realmente precisamos confir na pessoa que vai cuidar da saúde dos nossos pequenos e esse definitivamente não o médico certo, ele nem sequer te escuta, faz vc muito bem em trocar de médico, e quanto as críticas sobre a encantadora de bebês eu tbm não li os livros delas,mas assisti algumas vezes um programa dela que era exibido no discovery home halth, não sei se ainda passa pois não vi mais nenhuma chamada do programa, e tbm sigo alguma dicas que vc passa aqui no blog e cmg estão dando certo, só preciso ajustar alguma coisinha aqui outra ali,mas gosto muito das tecnicas dela.Ps: Tháís vc está brava cmg por algum motivo?vc não tem mais comentado no meu blog e me excluiu do orkut, se eu fiz alguma coisa pra vc me desculpe por favor ,mas eu realmente não sei onde eu errei,por favor se vc puder e quiser me diga .bjusss

  14. Cacau says:

    Oi Thais acho ótima idéia de mudar de pediatra afinal onde fica o respeito, eu estou tentando mas acho q vou acabar voltando para a intermédica e atravessar a cidade atras do Dr Cesar q atende em Itaquera e é ótimo, carinhoso, atencioso e objetivo como deve ser com qq mãe de primeira viajem, Itaquera fica meio contra mão então optei em mudar de plano para Unimed e a segunda consulta serã um teste para o pediatra ah o diferencial é q este pediatra deixa o tel p contato e retorna mas mesmo assim ainda prefiro o Dr Cesar, depois te passo o nome completo é q não me lembro agora. bjs, cacau sob a Tracy tentei e deu certo algumas dicas q li aqui no seu blog por conta disto comprei o livro azul q chega amanhã.

  15. Nat says:

    Oi Thais,só tenho uma coisa a dizer…a Intermédica é foda!Ô planinho ruim viu…o pior é que o meu ainda por cima é enfermaria, mas graças a Deus que tenho ele, já é alguma coisa! Fiquei muitos anos sem convenio, tendo que passar em PS publico, horrivel!Portando..se achar algum pediatra bom que nos atenda me passe o contato tbm! rrsrsrs Li todos os comentários com essa esperança..kkk E quem é esse Dr. Andre? Será que ele é médico?Quanto a Tracy, estou empolgada com o método, mas com medo de colocar em prática! rsrs Só qdo a pequena nascer é que vou saber!Beijos

  16. ღ Keka ღ says:

    Oi Thais, que absurdo né? Mas é assim mesmo, há bons e maus profissionais em todas as áreas. Olha, gostei do que o Dr Andre escreveu. Não sigo ao pé da letra o método mas implementei a rotina. Se o Arthur pede para mamar fora de horário, eu dou de mamsr, sou a favor da livre demanda mas dentro de uma rotina porque eu não sou uma mamadeira ou chuopeta ambulante. Gosto da forma como a Tracy estabelece a rotina e acho interessante isso, para mim funciona, aliás, o Baby Blues só acabou no exato momento em que implementei o EASY e sou grata a Tracy por isso e ao seu blog que sempre me auxiliou muito, desde o início! Troque de pediatra sim, te indiquei o meu, se não quiser passar com ele marque coma esposa dele que é mais atenciosa e ouve mais as mães, ele é mais durão mas gosto dele, tirou minhas dúvidas e foi muito completo na consulta! Espero que consiga se acertar com o pediatra! beijinhos!

  17. Nossa…é muito triste saber que há péssimos profissionais da saúde por aí, principalmente relacionados a criança né? esse pediatra que não te apoiou na amamentação é lamentável, idiota, ignorante…essa que fez essa comparação no mínimo RIDÍCULA, aff, sem comentários, tô revoltada…SE eu souber de algum médico bom, te falo…bjos!!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s