I just have to let it go.

Hoje está calor. Será que chegou de vez?
Ontem fui fazer a prova do concurso. Fui razoavelmente bem, ou melhor do que eu esperava para uma prova que eu não estava estudando muito e acreditava ser somente no ano que vem. O gabarito oficial sai somente amanhã. Foi ótimo prestar esse concurso porque voltei a ter motivação nesse assunto. É um projeto a médio prazo, demanda (muito) estudo, e com um bebê novinho é muito complicado conciliar. Tem dias que sequer consigo estudar, apesar de estar driblando tudo muito bem. Tudo se resume em ter foco e planejar direitinho.

Continuo escrevendo da mesma forma. Pelo andar da carruagem, até o meio de setembro já tenho a primeira versão pronta. Estou trabalhando um pouco nele todos os dias – uns mais, outros menos. Tem dias em que sequer consigo pensar no assunto, como ontem. Mas, no geral, a coisa tem caminhado rapidamente. Já estou com ideias para um outro, mas nada de atropelar projetos. Com o passar dos anos, aprendi que é fundamental terminar qualquer projeto em andamento antes de partir para o próximo, senão a gente acaba se afogando no meio de tanta ideia.

Paul está ótimo. Ontem ele ficou o dia inteiro com o papai e correu tudo bem. A introdução dos sólidos está dando uma mudada na rotina dele e estamos em fase de adaptação. Ele tem acordado de noite e também está fazendo mais cocô, o que lhe rendeu uma bela assadura – que a mamãe está tratando com muito carinho. Passei até a limpá-lo só com algodão e água, como nos velhos tempos. Espero que sare logo.

Ah, deletei minha conta no Orkut. Agora só estou no Facebook, que sempre preferi, na verdade.

(daqui)
(daqui)

Respondendo alguns comentários (acho melhor por aqui do que na própria página, porque aqui a chance de vocês lerem a resposta é maior ;D):

Renata: Dou banho no Paul no começo da noite porque faz parte do ritual para colocá-lo no berço para dormir. Quando começa a escurecer, ele já sabe que vai tomar um banho gostoso, receber massagem, tomar um leitinho e dormir. Esse é um aspecto da rotina que eu faço questão, pois é importante. É uma transição do dia para a noite – da atividade para o descanso. Muito provavelmente no verão ou em outros dias quentes darei um segundo banho pela manhã, para ele não ficar morrendo de calor, mas do banho à noite eu não abro mão.

Di: Sobre o quarto, longa história. Quando meu pai faleceu, ele deixou uma obra inacabada aqui em casa e muitos equipamentos dele na casa de um amigo e aqui. Para trazermos esses equipamentos para cá, precisamos dar andamento na obra, pois não temos outro espaço para guardar tudo. Isso inclui nossos próprios instrumentos também (bateria + guitarras + violões + baixos + amplificadores), que estão no nosso futuro quarto. Essa obra não depende de mim, mas da minha avó, então a deixo fazer no tempo dela e de acordo com o $. Além disso, o Paul ainda dá umas engasgadas dormindo. Não é sempre, mas acontece. E eu tenho o sono pesado – fico com um pouco de medo de não escutar se estiver em outro quarto. Essa noite mesmo ele acordou chorando baixinho, do lado da minha cama, e eu não ouvi. Foi o Anderson que me acordou. Então a ideia é conseguirmos fazer essas mudanças até o final do ano, porém, contudo, entretanto, vem aí a época de chuvas, e não sei como a obra pode caminhar nessas condições. Tudo depende disso.

Daniele (sem blog): Aqui a introdução dos sólidos bagunçou a rotina do Paul também. A própria Tracy Hogg diz que tem certas coisas que tiram os bebês da rotina e não há muito o que possamos fazer, a não ser continuar insistindo. São elas:

– quando o bebê passa por um impulso do crescimento;
– quando o bebê começa a adquirir controle de movimentos mais amplos;
– quando os dentes estão nascendo;
– e quando introduzimos os alimentos sólidos.

Portanto… paciência para nós! Como ainda não estou numa rotina muito intensiva de papinhas, e sim numa fase de testes, tenho dado antes da primeira mamada da tarde, por volta das 14h (ele mama às 15h), quando ele acorda da segunda soneca. Só nesse horário. Depois da próxima consulta com a pediatra, talvez eu comece a introduzir almoço e jantar, de acordo com as orientações dela. A verdade é que, antes dos seis meses, a introdução dos sólidos é só um treinamento mesmo. Tudo é questão de adaptação.

Carlinha: Não, o Paul nem sempre dorme o tempo todo com a chupeta, mas para o ritual do sono ela é imprescindível, pois só assim ele relaxa e fecha os olhos. Na maioria das vezes, quando ele pega no sono pesado, ele cospe a chupeta, vira a cabeça para o outro lado e continua dormindo. Porém, tem aqueles dias mais difíceis quando cada caída de chupeta é motivo de choro. Aí é difícil, mas não tem jeito.

Thais: Pois é, eu estava usando esse parâmetro com o Paul também e ainda abro umas exceções. Porém, ele tem cada vez mais encurtado as sonecas, além de fazer isso durante a noite, nos últimos dias. Acorda rindo, querendo brincar. Então achei melhor começar a estender. Vamos ver se dá certo. Ele está fazendo uma coisa muito linda agora, que é abrir um sorriso enorme quando eu apareço no campo de visão dele, quando chego perto do berço. Filho domina a gente mesmo né, haha.

Jakinha: Você vai ter que estabelecer um dia de “força na peruca” aí para entrar no esquema 4x4h. Se ele está mamando pouquinho e logo depois fica com fome, é porque você dá a mamadeira! Tente ir espaçando aos poucos – 3h15 primeiro, durante alguns dias, daí vai para 3h30 quando ele se adaptar etc, até chegar às 4h. O inevitável é que você vai ter que dar uma forçadinha pelo menos uma vez para ele aguentar esse intervalo, mas confie, porque daí na próxima mamada ele tomará muito mais leite e aguentará tranquilamente até a próxima. Vá espaçando aos pouquinhos. Leve-o para passear, distraia-o, tenho certeza que você conseguirá. Senão ele vai mamar sempre pouquinho e querer mamar de novo de 1x1h ou 2x2h no máximo, e isso é padrão de RN prematuro.

Anita: Eu recomendo que você comece devagar. Sua filha está fazendo seu peito de chupeta e, se você não está satisfeita com isso, tente insistir na chupeta. Os primeiros dias podem ser difíceis, mas se você desistir estará apenas adiando o que terá que fazer depois, de qualquer forma. Além disso, quanto antes solucionamos os problemas, melhor, pois quando os hábitos vão criando raízes, vão ficando cada vez mais difíceis de serem mudados. Tente fazer assim: deu de mamar, faça uma atividade. Com mais ou menos 1h acordada, você já pode fazer o ritual para colocá-la para dormir (você tem um ritual?). Então você usa a chupeta. Se o caso for muuuito grave, você pode pedir para outra pessoa fazer isso no começo. Por quê? Porque ela sente seu cheiro e quer o peito. Com outra pessoa colocando-a para dormir, pode ser que ela aceite melhor a chupeta. Faça um teste.

Estou começando a pensar na possibilidade de oferecer ajuda às mães de primeira viagem na primeira semana em casa com o bebê. Assim, profissionalmente. Não existe isso, não é? Uma pessoa que ajude com o bebê, com a casa, com tudo – para organizar mesmo. Quem sabe?

This entry was posted in 4 meses. Bookmark the permalink.

5 Responses to I just have to let it go.

  1. says:

    olá! esses dias eu li aki q o Paul ta dormindu no berço jah neh? aiai a Malú ainda dorme conosco, ela se descobre muito e a chupeta fika sainda da boca dela e ela acorda toda hra c eu naum deixar ela conosco eu fiko doida a noite toda levantandu pra colokar a maledita chupeta na boca dela ¬¬ to loka pra começar a introduzir as papinhas ais por enquanto não vem ao caso já q stamo no LM exclusvo andei testando algumas fraldas postei no meu blogsuper bjo pra vcs

  2. Thais Bessa says:

    Ha, leu meu pensamento, mais ou menos. Viu meu e-mail que mandei agora a pouco? Estou mega curiosa pro seu livro, é ficção ou não-ficção?Eu não tenho coragem de deletar o orkut, fui uma das primeiras pessoas a ter orkut no Brasil. Antes eu separava gente do Brasil no orkut e do resto no Facebook, mas agora jea misturou. Mas é muita coisa pra checar e tal, mais o blog. Eu tenho um twitter há uns 2 anos, mas nunca escrevi nada, fico com medo de começar e ser mais uma coisa pra tomar tempo, haha.Bjos

  3. Clarinha says:

    Thais, existe esse sim esse tipo de gente que vai à casa pra ajudar mães, especialmente as de primeira viagem. Aqui em Brasília, pelo menos, há enfermeiras e doulas que fazem isso. Eu mesma recebi uma enfermeira que veio me dar umas dicas de amamentação na prática! Ela cobrava 60,00 a hora! Mas dava pra várias dicas legais nesse tempo. Eu acho uma boa ideia e apoio. Acho que vc seria ótima.

  4. Tô curiosa pro livro…nossa fico aqui pensando mil assuntos possiveis…hahaobrigada pela dica, hoje deixei ele 4 horas certinho e ele tomou 150mL viva,nem acreditei, claro que foi espaçado, ele tomou 120mL direto e depois dei mais 30mL após meia horinha.COmo ele mamou tudo tentei mais 30mL pra fazer um total de 180mL,mas não teve jeito,ele mamou só uma gota praticamente,pegou a chupeta e dormiu!!!bjs

  5. Di says:

    Oi Thais!Então, existem diversos tipos desses serviços de atendimento as mães a domicilio: desde as doulas, as enfermeiras especialista em amamentação (mas nenhuma, digo nenhuma, que eu tenha ouvido falar sobre relactação!!) e psicologas infantis especialistas em sono. Essas eu cnheci por causa do Discovery Home and Health, e elas falam exatamente tudo, mas tudo, com relação a sono que você coloca aqui, e eu tambem venho seguindo e impondo aqui desde o começo. Talvez com outra linguagem, e analisando a necessidade dos pais, etc etc…É bem engraçado, essas coisa de geminiano, por que a gente acaba em muitas vezes pensando parecido. Mas, sem duvida, você ainda tem mais iniciativa, e disciplina que eu, heheheEssa insegurança de acordar ou não eu tambem tinha. Mas fique sossegada que, quando vocês passarem a ter quartos separados, vai ser bem bom pra ele e pra vocês, e mesmo que como em qualquer adaptação nos primeiros dias você fique mais alerta e durma menos, logo lgo você percebe que acorda sim, se ele precisar de você.🙂 A baba eletronica ajuda muito nessa hora, então eu recomendo bastante, mas pode ser qualquer uma baratinha, desde que vocês ja tenham terminado a obra, por que senão você vai ficar doidinha… Ganhei uma da fisher price que capta o som ultrasonico do humidificador de ambientes que meu pai comprou pra nos…E, a chupeta… Você sabe que, assim que você estiver rpeaprada, e o quanto antes, você pode retira-la né?A Beca nunca pegou chupeta. Nunca. Ela por muito tempo fez a mamadeira de chupeta pra dormir, e perdi inclusive muito leite por causa disso. Mas agora que pegou essa sinusite e teve que dormir sem a mamadeira na marra, mesmo tendo melhorado, na hora que ela se acalma e uqer de fato adormecer, larga a mamadeira, e fica quietinha no colo, comigo cantando, ate dormir.Adoro que você possa colocar as dicas aqui pras pessoas aprenderem e usarem o que for bom pra elas tambem. E o sono, acho que o sono e bom pra todo mundo…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s