Dentes, sentando sozinho, independência e alimentação.

Preciso tirar uma foto do Paul fazendo boquinha de sapo! Como os dentes estão querendo nascer, ele fica roçando uma gengiva na outra, porque deve coçar, e então ele faz uma cara muito engraçada! Pena que é rápido, mas vou tentar registrar.

Por esse motivo (dentição), ele está super apegado comigo. Assim, num nível difícil. Coloco na cadeirinha para fazer as minhas tarefas de casa e ele fica chorando. Os minutos em que fica bem são quando ele acorda e fica brincando no tapetinho ou… está no colo, comigo de pé, andando, porque sentada ele chora. Porém, todo o resto do tempo é um chororô danado. Hoje eu estava com uma enchaqueca terrível e precisei ligar para a minha mãe vir até aqui dar uma força, porque eu estava no limite, com medo de desmaiar, sei lá. Ainda bem que ela veio, deu banho, mamadeira, colocou para dormir agora de noite. Se não fosse por isso, eu estaria explodindo. Conseguir tomar banho e jantar com calma, coisa que não fazia há tempos. No dia-a-dia, é o Anderson que dá banho nele, mas eu que coloco para dormir (enquanto ele faz a janta) etc. É tudo contadinho, organizadinho, e quando eu vou ver já são 21h, vejo a novela enquanto leio algum livro ou arrumo o quarto e, tcharam! já é hora da mamada dos sonhos e, depois, cama.

Decidi que preciso sair um pouco e deixá-lo com o Ande, minha avó ou minha mãe, pelo nosso próprio bem. Quando a minha avó chegou, ele parou de chorar. Depois, com a minha mãe, ele também ficou bem. É bom para ele e para mim. Precisamos desse tempo. Fico aflita mas preciso ver como necessário, e não ficar me culpando porque estou deixando-o com outra pessoa. Ele também precisa ficar com outras pessoas, é muito ativo e agitado, e então aproveito para ter um tempo só meu. É difícil, fico me sentindo uma mãe ruim, mas sei que não é o caso. Questão de aceitar o pensamento correto, só isso.

Uma coisa que eu gostaria de escrever aqui, apenas para não perder o registro, é sobre a alimentação do Paul. Para mim, os sólidos começam para valer mesmo depois que ele completar seis meses. Antes, é só treino, teste, introdução, ver como reage, adaptar. Não dou todos os dias. Quando ele acorda e mama às 7h, por exemplo, dorme às 8h e acorda às 9h, agitado, eu dou uma frutinha ou papinha. Porém, se ele acorda e mama às 7h, dorme às 9h e acorda às 10h30, não dou, porque às 11h ele já mama de novo. A regra é: parece faminto pouco tempo depois de mamar, eu dou. Se está satisfeito ou dormindo, não dou. Tem caminhado bem assim e ele já está comendo bem – abre a boquinha e quase não deixa cair nada para fora. O bom é que ele já está quase sentando sozinho e, no meu colo, fica bem firminho, a cabeça sem balançar. Quando chegar a cadeirinha (presente dos padrinhos <3), tenho certeza que ele vai adorar e se dar bem. Quando ele fica no meu colo, de frente para a mesa, fica batendo as duas mãozinhas, hihihi. Acho tão fofo. Não vejo a hora de vê-lo na cadeirinha.

Sobre sentar, a cada dia que passa ele já fica mais tempo. Acho que daqui a umas duas semanas ele já fica sentado sozinho brincando. Incrível como os bebês evoluem rápido!

This entry was posted in 5 meses, Alimentação, Ansiedade da separação, Dentes. Bookmark the permalink.

6 Responses to Dentes, sentando sozinho, independência e alimentação.

  1. Cris Bomfim says:

    Que coisa fofa essa fuga! heheh Tenho uma queda por traquinagem….O primeiro dia em que sai e deixei o Rafael me senti muito mal, a pior mãe, mas quase que como um mantra fiquei a todo momento dizendo que ele estava bem e bem cuidado pelo pai. Eu te entendo, muito, pois em razão da minha profissão vire e mexe acabo deixado-o com alguém (normalmente minha mãe) e é sempre uma tortura a despedida, e uma festa o reencontro.Te desejo coragem e que não se sinta mal.Bjs pros dois.

  2. Ai meu Deuso, como é lindo!! não vejo a hora de apertá-lo!!!

  3. Mariana says:

    Quero te desejar desde já Feliz Aniversário, tudo de bom para você e sua família, você é uma mãe muito dedicada e obrigada por comprartilhar suas experiências. Sobre os sólidos decidi que vou aos poucos também, fiquei no pique no início mas vou diminuir a marcha. Beijos e tudo de bom!

  4. Acho que toda mulher quando se torna mae quase sempre se sente culpada em dado momento. Isso é sinal de que queremos o melhor sempre e sempre para nossos filhos. Eu deixo meu menino com meu marido para sair, fazer coisas só minhas e tem me feito um bem danado, vale a pena sim.Uma pena minha mae estar tao longe, senao iria ficar também com ele.Aqui também estamos na fase dos dentinhos, é Punk mas me agarro ao pensamento único de que vai passar, kkkkkkkkkkkkkk…Beijocas para vocês e um ótimo fim de semana.Aninha.www.oviajantedefraldinhas.com

  5. Lais says:

    Sobre deixá-lo com outras pessoas, eu já deixei o Douglas com meus pais e saí e agora deixo com meus sogros, sem crise. O bebê gosta (quem não gosta de colo de vó? hehe) e eles adoram também. As vezes parece que o Doug enjoa de mim hahaha Sem dúvidas, vc não é uma mãe ruim por querer um descanso e se divertir um pouco.E essa fase dos dentinhos é chatona, como bem disse minha mãe. Tem dias bons e dias ruins. E dá muita dó quando eles choram porque a gente sabe que eles devem ficar mega aflitos com dorzinha e coceira. Ainda bem que não lembramos dessa fase porque deve ser TENSA.Beijão!

  6. rosane says:

    Dia 29 meu bebê faz 5 meses e desde que nasceu minha vida está voltada para ele,sai sozinha somente duas vezes e voltei chorando para casa de saudade sei que parece exagero!!!em relação aos dentinhos as carinhas que eles fazem é d+!!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s